O QUE É POLIAMOR?



O que é Poliamor

Poliamor é a prática ou desejo de ter mais de um relacionamento, seja sexual ou romântico, simultaneamente com o conhecimento e consentimento de todos os envolvidos.


Poliamor:

No Poliamor existe mais de uma formação de casal. São relacionamentos que acontecem paralelamente, envolvendo três ou mais pessoas de maneira consensual, ou seja, todos sabem uns dos outros. Prega-se que o amor é livre e não deve ser direcionado ou limitado a uma pessoa só. Existem algumas variações de relacionamento dentro do Poliamor:

  • Poliamorismo Grupal: trata-se de uma “relação em grupo” onde todos os envolvidos uns com os outros, ou seja, todos estabelecem relações amorosas entre si;

  • Poliamorismo Interconectado: cada pessoa envolvida tem relações distintas das do parceiro, ou seja, os namorados de um não se envolvem com os de outros;

  • Poliamorismo Mono/Poli: o poliamorista possui suas relações paralelas enquanto o monogâmico continua se envolvendo com o único parceiro.

  • Poliamorismo Mono/BDSM: o poliamorista possui relações de dominação/submissão enquanto o monogâmico continua se envolvendo com o único parceiro.

Ciúmes: o combinado não sai caro

Apesar de linda, essa é uma afirmação difícil de se colocar em prática em qualquer relacionamento da vida. No entanto, muita gente pensa que os adeptos do poliamor não sentem ciúmes – e pasmem! – estão redondamente enganados. Mas, assim como nas configurações monogâmicas, o ciúme é uma atitude a ser trabalhada no relacionamento poliamoroso.

Então sim, é preciso desenvolver as habilidades relacionadas à comunicação, para que as partes encontrem um bem comum, e acordem as decisões para que ninguém fique emocionalmente ferido. Afinal, “o combinado não sai caro”.


Principais pilares do poliamor

  • Autenticidade: esteja sempre confortável com você;

  • Confiança: acredite nos seus parceiros;

  • Honestidade: é a essência do poliamor;

  • Liberdade: ninguém é posse de ninguém;

  • Sexualidade: todos devem estar de acordo em relação às questões sexuais do relacionamento.

Falando de liberdade, é importante entender que o amor não se trata de posse. Uma vez que se entende isso, as portas para o poliamor ficam ainda mais acessíveis. De acordo com os especialistas, este é mais um processo de autoconhecimento.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo